15 de dezembro de 2014

Sobre mudar

Um belo dia resolvi mudar...
... e fazer tudo o que eu queria fazer. Cliché, mas é.

25 anos nas costas e até então o que eu tinha feito de mais ~radical~ na vida? Isso mesmo, o segundo furo na orelha HAHA. Mas eu sempre fui daquelas pessoas que, se pudessem, já teria virado um gibi mutante e completamente arrependida de várias body modifications. Ok, nem gosto tanto de body modification no sentido de implantes e surfaces mas, ah eu queria ser diferente. Porque minha alma é diferente.

Não que pintar o cabelo de azul, ou parte dele, tenha sido A mudança, mas já é um começo. E aos poucos eu vou me tornando quem eu sempre quis ser, uma pessoa única.
Porque ninguém é igual ao outro. E quando a gente não se sente confortável sendo quem não somos, meu amigo, a vida não vai pra frente. Decidi que queria me desacorrentar e sair fora da casinha, já que uma hora ou outra vai acontecer mesmo, que seja logo! E sim, pode parecer estranho todo esse papo de libertação, mas é verdade verdadeira. A gente passa a maior parte da vida tentando agradar aos outros, inclusive e principalmente nossos pais, quando esquecemos de nós mesmos, do que nos faz feliz e de como gostaríamos de ser. Mas peraí, não era pra ser ao contrário? Primeiro nós e depois os outros? Era, mas não é. A gente pensa que primeiro precisa agradar ao próximo com nossa aparência e atitudes, enquanto por dentro somos totalmente diferentes. E essa é a maior verdade do convívio social, a famosa "primeira impressão".

Hoje eu sei como eu sou, hoje eu tenho conhecimento da minha personalidade e da minha pessoa no geral e sei que o que vai importar, no final, é o quão verdadeira eu sou diante dos outros e isso inclui o lado externo, o lado de fora que mostra quem você realmente é.

Parece bobo eu falar tudo isso por causa de umas mechas azuis no cabelo, antes virgem, que me deixaram mais confiante, mas sim isso tudo pode fazer sentido se você parar pra pensar no que te prende. Fazer as coisas que temos vontades nos tornam mais felizes e tudo funciona melhor, e é assim que a vida tem que ser, não um martírio cheio de "não posso".

Sejamos livres pra fazer o que quisermos e sejamos felizes com as nossas escolhas, pois elas cabem somente a nós. 
Como diria o Rafa: "se vai te fazer feliz, eu apoio você" 



Ok, fim do momento reflexão. Vamos as fotos de antes e depois :)

fotos do meu instagram, segue lá @renatazm

Um ano de diferença das fotos, cortei só uma vez depois do primeiro corte e ficou assim na última foto. Agora vem a parte legal:


por Rafa 

E fim, a cor e corte que eu sempre quis. Eu amo azul, roxo, verde, aaah tantas cores, mas o azul sei lá, é uma cor de identificação minha. E sim, to cuidando bem dele, já faz duas semanas que fiz, por enquanto tá tudo bem haha, já desbotou um pouco, mas quem tiver experiências com cabelos coloridos me conta nos comentários o que vocês fazem pra manter ele bonito e saudável.

Mudanças, a gente precisa de mudanças! E ser feliz, simplesmente.

Gostaram? O que vocês consideram como libertação? Me conta :)
Um beijo 

Nenhum comentário

Postar um comentário

me diz o que achou :)

© Pieguices Aleatórias
Maira Gall