27 de outubro de 2009

Calafrio

Eu queria poder sentir de novo aquele calafrio. Que só você sabe onde fica. Poder voltar no tempo e ouvir de novo aquela música lenta, que você cantava junto enquanto eu sentia suas mãos acariciando, de leve, cada parte do meu corpo.
Queria poder sentir de novo, aquelas borboletas no estômago, que só você sabia despertá-las. Sentir de novo o arrepio que me dava, quando minha pele você tocava.
E o encaixe perfeito daquele beijo. Ah, que beijo! O melhor que já povei, o mais doce e um tanto "frio", mas ainda assim o que mais gostei! Queria que fosse só meu, pra poder tê-lo à qualquer hora. Principalmente agora.
Aquele abraço apertado e na medida certa! O abraço com todo sentimento, com corpo e alma. Sinto tanta falta dele, de teu corpo junto ao meu, teu carinho, teu cheiro misturado com o meu. Teu cheiro, teu sabor, teu suor, tudo isso eu queria, queria pra toda vida.
Mas... e esse calafrio que não passa?
Cada vez que eu te vejo e vem na lembrança aquele arrepio, aquele beijo...
... dentro de mim, sufoco mais esse desejo.



*escrito em uma das tantas madrugadas de insonia. dia 15/10/2009 às 2:49.

Mais uma noite em claro e outra canção!
Zander - Do the Shindo

3 comentários

  1. Ah as elmbranças me matam as vezes! dá vontade de que tudo volta a ser como antes!
    =/
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Ai Re, espero que você possa sentir essa sensação de novo.. com alguém que te faça muito bem, e que te dê o tal abraço na hora que pedir. Amar é tão bom! :D

    Beiju!!

    ResponderExcluir
  3. Textos escritos assim são ótimos. Eu tenho esses colapsos de vez em quando, e tenho que escrever na hora pq senão não lembro de nada na manhã seguinte!
    Amei o texto, ô saudade que mata né?


    Beeijos!

    ResponderExcluir

me diz o que achou :)

© Pieguices Aleatórias
Maira Gall